Letters to nothing

vai tomar no cu, amor


“Eu ando pelas ruas imaginando outras versões da gente.
Ele segura a minha mão e me puxa pra perto, eu fico olhando aquele sorriso.
Ele tem um sorriso encantador que é difícil descrever. É o tipo de sorriso que te faz querer olhar toda hora.
É o tipo de sorriso que te faz querer ele. Claro que ele tem várias outras coisas atrativas como aquela voz. Mas o sorriso é sem dúvidas o melhor de todos.
Ele é aquele cara que tem uma boca sexy, você olha pra foto você quer beijá-lo, você olha pra ele você quer beijá-lo, você até se imagina beijando-o enquanto o olha.
E você sente aquele beijo mesmo que ele só esteja acontecendo na sua cabeça. E ele sorri, e nossa! Que sorriso!”
~ O sorriso do meu melhor amigo (via edv-diary)

E quando você me abraçou, sentir uma vontade absurda de morar naquele abraço pra sempre.


“Estou sozinho de novo
exatamente como quando comecei.”
~ Velho Bukowski.  (via acarretou)

“Quero me casar com você, porque é a primeira pessoa que quero ver ao acordar de manhã e a única que quero dar um beijo de boa noite. Porque a primeira vez que vi essas mãos, não pude imaginar não segura-las. Mas principalmente, porque quando se ama alguém como eu te amo, casar é a única coisa a fazer.”
~ Três vezes amor.  (via acarretou)

“Ela sempre se fazia de forte em relação aos seus sentimentos, dava a impressão de uma muralha da china mas na verdade era só mais um castelinho de areia.”
~  400 histórias pra contar. (via lettres-a-paris)